LPIC 304 – Alta Disponibilidade

LPIC 304 – Parte 1: Alta Disponibilidade: 10 HORAS

Aprenda a gerenciar Cluster de Alta Disponilidade!

ou R$ 150,00 à vista | 180 Dias de Acesso| promoção de lançamento

A certificação LPIC-3 é o ponto culminante do programa de certificação profissional multi-nível da LPI. O LPIC-3 é projetado para o profissional de Linux de nível empresarial e representa o mais alto nível de certificação de Linux profissional e de distribuição neutra no setor. Três certificações de especialidades LPIC-3 separadas estão disponíveis. Passar qualquer um dos três exames concederá a certificação LPIC-3 para essa especialidade.

Neste curso cobriremos uma dos três dos assuntos cobrados na LPI 304:

  • Virtualização
  • Gerenciamento de Cluster de Alta Disponibilidade
  • Armazenamento em cluster de alta disponibilidade

Neste curso veremos Gerenciamento de Cluster de Alta Disponibilidade.
O LPIC-3 304: certificação de virtualização e alta disponibilidade cobre a administração de sistemas Linux em toda a empresa com ênfase na virtualização e alta disponibilidade.
O profissional estará capacidade e certificado em realizar deploy de Clusteres dos tipos: Alta disponibilidade (HA), Balanceamento de carga (LB), Processamento distribuído ou processamento paralelo ou alto desempenho (HPC).

 

Objetivo

Objetivos do exame: Versão 2.0

Código do exame: 304-200 Sobre os pesos dos objetivos: Cada objetivo, recebe um valor de ponderação. Os objetivos com pesos maiores, são de maior importância e estes cairam em maior quantidade no exame.

Tópico 334: Gerenciamento de Cluster de Alta Disponibilidade
334.1 Conceito e teoria de Alta DisponibilidadePeso: 5
Descrição: Os candidatos devem entender as propriedades e as abordagens de design dos clusters de alta disponibilidade.
Áreas de conhecimento chave:

  • Entendendo as mais importantes arquiteturas de cluster
  • Entendendo os mecanismos de recuperação e reogarnização do cluster
  •  Desenhar uma arquitetura de cluster para um determinado propósito
  •  Aspectos de aplicação em alta disponibilidade
  •  Consideração de operação em alta disponibilidade

Termos e utilitários:

  •  Cluster Ativo/Passivo e Ativo/Ativo
  •  Failover Cluster, Load Balanced Cluster
  •  Shared-Nothing Cluster, Shared-Disk Cluster
  •  Cluster resources• Cluster services
  •  Quorum• Fencing
  •  Split brain
  •  Redundância
  •  Mean Time Before Failure (MTBF)
  •  Mean Time To Repair (MTTR)
  •  Service Level Agreement (SLA)
  •  Disaster Recovery
  •  Replicação
  •  Manipulação de sessão

 

334.3 Failover Clusteres:Peso: 6
Descrição: Os candidatos devem ter experiência na instalação, configuração, manutenção e solução de problemas de um conjunto de pacemaker, isso inclui o uso da Corosync. O foco está no Pacemaker 1.1 para Corosync 2.x.
Áreas de conhecimento chave:

  • Pacemaker arquitetura e componentes (CIB, CRMd, PEngine, LRMd, DC, STONITHd)
  • Pacemaker configuração do cluster
  •  Classes de recursos (OCF, LSB, Systemd, Upstart, Service, STONITH, Nagios)
  • Regras de recursos e contrastes (location, order, colocation)
  • Características de recursos avançados (templates, groups, clone resources, multi-state resources)
  • Pacemaker gerência com pcs
  • Pacemaker gerência com crmsh
  • Configuração e gerência do corosync em conjunto com Pacemaker
  • Conhecimento de outros cluster engines (OpenAIS, Heartbeat, CMAN)

Termos e utilitários:

  •  pcs
  • crm
  • crm_mon
  • crm_verify
  • crm_simulate
  • crm_shadow
  • crm_resource
  • crm_attribute
  • crm_node
  • crm_standby
  • cibadmin
  • corosync.conf
  • authkey
  • corosync-cfgtool
  • corosync-cmapctl
  • corosync-quorumtool
  • stonith_admin

334.4 Alta Disponibilidade em distribuições Linux  Enterprises

Peso: 1
Descrição: Os candidatos devem estar cientes de como as distribuições empresariais do Linux integram tecnologias de alta disponibilidade.
Áreas de conhecimento chave:

  • Conhecimento básico do Red Hat Enterprise Linux High Availability Add-On
  • Conhecimento básico do SUSE Linux Enterprise High Availability Extension

Termos e utilitários:

  • Ferramentas de configuração específicas da distribuição
  • Integração de cluster engines, load balancers, tecnologia de storage, cluster filesystems, etc.

 

Conteúdo do Curso

Apresentação do curso:

  • Objetivo do curso;
  • Cenário proposto;
  • Conceito de Cluster;
  • Projeto final.

 

Aula 1 – Instalação e configuração dos componentes do cluster:

  • Instalação do pacemaker, corosync, openAIS, cman, drbd, crmsh, etc.;
  • Configuração do corosync (corosync.conf) (conceito e prática);
  • aisexec;
  • user & group;
  • service;
  • none do cluster;
  • totem;
  • version;
  • join;
  • secauth;
  • interface;
  • ringnumber;
  • bindnetaddr;
  • mcastport;
  • ttl;
  • quorum;
  • log;
  • corosync-keygen.

 

Aula 2 – Navegando no shell crm:

  • Navegando no shell crm (crmsh) (conceito e prática);
  • classes (lsb, ocf,service e systemd);
  • Classes de recursos de agentes (RA);
  • Listar classes lsb, systemd, service e stonith;
  • node;
  • configure;

 

Aula 3 – Primitiva ip (VIP):

  • Configurando primitiva para IP (VIP) (conceito e prática);
  • configure;
  • ocf;
  • op {start,stop e monitor};
  • nic;

 

Aula 4 – Primitiva apache:

  • Configurando primitiva para apache (conceito e prática);
  • configure;
  • ocf;
  • op {start,stop,status e monitor};
  • statusurl;

 

Aula 5 – Colocation e oder:

  • Configurando colocation e order (conceito e prática);
  • Definindo colocação para grupos de serviços;
  • Definindo ordem de inicialização.

 

Aula 6 – Cluster ativo/ativo (VIP + Apache):

  • Configurando um cluster ativo/ativo (VIP e Apache) (conceito e prática);
  • Clone de primitivas;
  • location;
  • meta;
  • options;
  • master-max;
  • clone-node-max;
  • clone-max;

 

Aula 7 – Primitiva filesystem xfs:

  • Configurando primitiva para partições em filesystem xfs (conceito e prática);
  • primitive;
  • ocf;
  • heartbeat;
  • params;
  • device;
  • directory;
  • options;

 

Aula 8 – Configurando o drbd:

  • Configuração de recurso para o drbd (conceito e prática);
  • resource;
  • create-md;
  • primary e secondary;
  • split-brain;
  • protocolo C;
  • fencing;
  • net;
  • shared-secret;
  • sync rate;
  • device;
  • on node;
  • disk;
  • address/port;
  • meta-disk;

 

Aula 9 – Primitiva filsystem xfs com drbd:

  • Configurando primitiva para o drbd com filesystem xfs (conceito e prática);
  • primitive;
  • ms (master/slave);
  • heartbeat;
  • params;
  • device;
  • directory;
  • options;
  • ord;
  • colocation;
  • chaveamento de recursos.

 

Aula 10 – Cluster ativo/ativo (VIP +Apache + FS):

  • Concigurando um cluster ativo/ativo (VIP, Apache e filesystem gfs2) (conceito e prática);
  • primitive;
  • ms (master/slave);
  • heartbeat;
  • params;
  • device;
  • directory;
  • options;
  • ord;
  • colocation;
  • fencing controld;
  • protocolo dlm;
  • clone das primitivas.

 

Aula 11 – Entrega de um cluster ativo/passivo (VIP + Apache + FS + bind):

  • Projeto Y: Deploy de um cluster ativo/passivo (2 nodes) com os recursos: Fencing, IP, apache, mysql, filesystem xfs e dns (conceito e prática);

 

Aula 12 – Entrega de um cluster ativo/ativo (VIP + Apache + FS + bind):

  • Projeto Z: Deploy de um cluster ativo/ativo (2 nodes) com os recursos: Fencing, IP, apache, mysql, filesystem gfs2 e dns (conceito e prática);

 

Aula 13 – Considerações finais:

 

  • Conceitos;
  • Lições aprendidas;

Questões:

 

  • A quem se destina esse curso?
    1. Analistas Linux que desejam se atualizar na nova versão do CentOS 7 e seus novos utilitários, systemctl, systemd, firewall-cmd e etc.
    2. Analistas Linux que desejam se preparar para certificação RHCSA cursando o modulo I de III que compõe os tópicos da certificação.
    3. Profissionais de TI que desejam ingressar na carreira de Linux e aprender na prática gerenciar e configurar servidores Linux com as melhores práticas
    4. Para estudantes universitários ou de cursos técnicos que querem ingressar na carreira de Linux
    5. Para empresas que desejam diminuir seu custo (TCO) implantando soluções Open Source de alta performance e disponibilidade.

 

  • Como funciona o Curso?
    1. Estude no conforto de sua casa, acessando as lições a qualquer horário em que desejar e quantas vezes desejar e melhore o seu currículo!!!
    2. O curso é realizado à distância (EaD). Ao se cadastrar no curso, o aluno recebe um nome de usuário e senha para acessar o EAD.
    3. O acesso dos alunos ao curso é garantido pelo período de 6 meses, a contar a partir de sua data de inscrição. Tempo mais do que suficiente para o aluno terminar o curso com folga.
    4. Todo suporte poderá ser feito através de vários meios, como e-mail e mensagem em mídias sociais.

 

Pré-Requisitos

  • Conhecimento de Redes
  • Conhecimento TCP , UDP e IP. Portas e serviços.
  • Conhecimento de Linux, instalação, configuração , instalação de pacotes.

 

O Ambiente

O ambiente do curso é totalmente online, utilizando-se de ferramentas de Educação ( EAD) tal como Moodle.

As aulas são gravadas e disponibilizadas nesse ambiente, juntamente com o material adicional, tal como slides, livros, etc.

Toda dúvida poderá ser sanada via email, facebook, skype diretamente com o Instrutor e Autor das Aulas Alex Clemente.

 

Tempo de acesso: 180 dias
Autor do curso: Alex Clemente
Formato das lições: Vídeo Aula + Slides
 Carga horária no certificado: 10 horas de Video
Investimento total: De R$ R$ 350,00 por R$ 150,00

De R$ 350,00 por R$ 150,00

Basta clicar na imagem abaixo que será redirecionado para página de pagamento.