5 Comentários


  1. André, boa noite!
    Estou tentando fazer um backup incremental, e estou utilizando o comando:
    tar –ignore-failed-read –ignore-zeros -cjf 20171008.tar.gz -g incremental.txt /diretoriox/

    O primeiro backup, que seria o full, rodou perfeito, porém, os outros ele está gerando com várias pastas em branco, com os subdiretórios. Por exemplo 13120254760, 13134636754, 13134641224, 13140750707, esses são alguns exemplos de pastas que ele gerou. E dentro dessas pastas existe um caminho completo para as pastas que estão dentro do diretório que estou fazendo o backup (neste exemplo o diretoriox), mas todas elas vazias, pois não houve nenhuma modificação dentro delas.

    Você saberia me dizer o que posso fazer para essas pastas em branco não apareçam no backup?

    Obrigado!!!

    Responder

    1. Eloi, tudo bem..
      Bem , o tar quando faz backup incremental, justamente copia toda estrutura de pastas e se houver alteração qualquer , ai ele copia os arquivos alterados. Ele faz desta forma, justamente para ter o controle do que foi alterado.
      Enfim, não sei ao certo se existe uma forma, mas sei que ele usa esse controle.

      Responder
  2. Domênica

    Boa André,
    Trabalho com um servidor Linux Ubuntu, somente terminal. Ele possui um RAID 5 gerenciado por uma controladora com 8HD’s, sendo 7 no array e 1 como hotspare, totalizando 18TB de dados. A controladora está com defeito e por este motivo o linux não monta os HD’s (/dev/sdc), impedindo que eu visualize os arquivos. Se eu usar o Live CD, também não consigo ver o conteúdo dos hd’s.
    Preciso fazer um backup desses 18TB, tenho disponíveis 10 hd’s de 3TB. Qual seria o melhor comando para transferir estes dados?
    Obrigada.

    Responder

    1. Bom, nesse caso como o RAId já está com problema, tanto o Linux , como qualquer outro sistema, não conseguirá acessar e montar normalmente.
      O que sugiro é que vc use o dd para copiar byte a byte, dd if=origem_raid of=/dev/hd_novo

      Acho que tem poucas opções neste caso…
      Veja posteriormente um solução de backup, para se proteger de problemas como esse.

      Abs

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.